Conclusões da PodPesquisa, Parte 2: Comportamento

Esse artigo faz parte de uma série que estuda os resultados anunciados pela PodPesquisa, uma pesquisa realizada pela ABPod.

No primeiro artigo da série (“Parte 1: Demografia”) discutimos as questões que tratam de dados demográficos dos assinantes, continue agora analisando os dados da pesquisa referentes ao comportamento deles: como eles acessam, quanto, porquanto tempo, quantos podcasts, etc.

Comportamento

Audiência vs Assinaturas (Q-3, Q-4): Essa era uma das maiores dúvidas dos podcasters: saber quantas pessoas que assinam um podcast realmente ouvem seu conteúdo. A resposta depende de quantos podcasts cada pessoa assina: o número de corte são 10 Podcasts, se alguém assina mais que isso tente a não ouvir todos com freqüência. Por outro lado a grande maioria parece ouvir mais que assinar: como ouvindo direto do browser ou tocando no iTunes sem assinar, aliás, existe até uma categoria de pessoas que só ouvem Podcasts assim, mas não chegam a ser maioria (16,5%).

Onde e Quando (Q-6, Q-8): Essas duas questões permitiam mais de uma resposta, e em ambas tivemos uma média de 2 resposta por pessoa, o que sugere que que em média os assinantes ouvem os podcasts em mais de um lugar e em horários diferentes. Quanto ao lugares os fixos (como casa, trabalho, escola, academia, etc) têm uma ligeira maioria em relação aos móveis (trânsito, caminhada, etc).

A distribuição por período do dia é equilibrada:

Freqüência de Verificação (Q-5): Essa pergunta abre margem para interpretação: o assinante pode automatizar seu agregador para monitorar por ele ou, no caso dele não assinar, ele pode ir com freqüência no site para ouvir o arquivo direto. Apesar dessa dupla interpretação já dá pra observar um comportamento padrão com base nos dados: 87,2% não se atrasariam ao ouvir um programa semanal.

Meio Usado (Q-9): Essa era outra pergunta que permitia mais de uma resposta, mas a taxa de repostas por pessoa foi bem mais baixa: 1,4; o que mostra que a maioria dos assinantes escolhe um meio de assinar e geralmente se mantém fiel a ele. A maioria usa algum programa agregador de RSS, seja específico de Podcast ou não; entre esse programas o iTunes sozinho atende por 51,8% das respostas.

Player Usado (Q-7): Mais uma pergunta acumulativa, mas dessa vez a taxa de resposta foi alta: 1,7. O computador está firme na liderança, sendo usado por 63,8% dos assinantes (não exclusivamente). A diversidade dos players me surpreendeu, a taxa de uso de dispositivos móveis é maior que em pesquisas similares nos Estados Unidos. O resultado da pesquisa não especifica quanto dos players foram respondidos juntos, mas é lógico afirmar desconsiderando o computador que o efeito acumulativo entre os players portáteis é menor.

Horas por Semana (Q-10): Os resultado mostra as horas segmentadas por faixas, não temos uma média precisa mas tem valores suficientes pra uma estimativa: 3h. Esse tempo mostra que a maioria ouve ou assina mais de um Podcast, ou episódio, por semana. Isso também mostra que os assinantes são fiéis à mídia, e procuram por mais Podcasts com temas que se identifiquem.

Nacional/Internacional (Q-11): A média de proporção dos Podcasts nacionais foi impressionante: 81,7%. A maioria dos usuários (55,1%) inclusive nem sequer assina Podcasts não-nacionais, mesmo com a quantidade muito superior de opções internacionais. Com certeza a língua é uma barreira, mas não é só isso que impulsiona os nacionais: a melhoria do conteúdo dos Podcasts brasileiros tem participação fundamental nesse resultado.

Comentários (Q-14): 70,2% dos assinantes (64,2% do total) responderam que comentam os Podcasts, a pesquisa não perguntou qual o meio de interação, mas entre os mais comuns estão o email e os comentários em blog. Essa taxa é muito alta, talvez reflexo do fato de um assinantes disposto a comentar também estaria disposto a preencher a PodPesquisa. O resultado mais interessantes são os motivos: a maioria deu respostas que podem ser classificadas como simples falta de hábito.

Produtores (Q-18): Reforçando a idéia de conteúdo gerado pelo usuário, uma parcela significativa (17,0%) disse também produzir Podcasts.

Isso conclui o estudo de comportamento dos resultados da PodPesquisa, continue acompanhando os artigos dessa série para análises de outros tópicos extraídos dos resultados.